IPUPIARA: O MUNICÍPIO VOLTA A REGISTRAR NOVOS CASOS DA DOENÇA MÃO-PÉ-BOCA.



A secretaria de saúde através da vigilância Epidemiológica vem informar, o município volta a registrar novos casos da doença Mão-pé-boca. Caso uma criança apresente: febre acompanhado de aftas na boca e vesículas " bolhinhas contendo líquido" em mãos, pés ou nádegas, procurem a Unidade de Saúde para serem avaliadas e medicada de acordo os sintomas. Orientamos e pedimos a compreensão e cooperação das mamães ou responsáveis por essas crianças, para não levarem elas para creches, escolas, ficarem em casa em repouso. Assim evitaremos um novo surto da doença ( que no último foram registrados mais de 100 casos), pois é bastante contagiosa e acaba transmitindo para outras crianças.

ORIENTAÇÕES SOBRE A DOENÇA:                        
O QUE É A DOENÇA MÃO-PÉ-BOCA?
A síndrome (ou doença ) Mão-pé-boca é uma infecção viral contagiosa, causada por um Enterovírus (coxsackie A16), que acomete principalmente crianças com menos de 5 anos de idade.

COMO SE TRANSMITE? 
A transmissão se da pela via oral ou fecal, através do contato direto com secreção de via respiratória (saliva), feridas que se formam nas mãos e pés e pelo contato com as vezes de pessoas infectadas ou então através de alimentos e de objetos contaminados.

QUAIS OS SINAIS E SINTOMAS?
 Geralmente a doença inicia-se com febre.                                                                                          
 Um a dois dias após surgem aftas dolorosas e gânglios aumentados no pescoço. A seguir, surge nos pés e nas mãos sobre a forma de pequenas bolhas não pruriginosas e nãos dolorosas, de cor avermelhada. Essas lesões podem aparecer também na área da fralda (coxas e nádegas) e eventualmente podem coçar. 

MEDIDAS DE PREVENÇÃO?  
Crianças e adultos que estiverem com e/ou sintomas não deverão frequentar escolas ou creches até recomendação  medica para o retorno;                                                                                                Lavar as mãos frequentemente com sabão e água .
Limpar e desinfetar superfícies locadas com frequência ou itens sujos, incluindo brinquedos;
Evitar contato próximo, como beijar, abraçar ou compartilhar xícaras;
Monitorar locais de maior risco (escolas, creches clubes entre outros);
Procurar serviço de saúde para diagnostico e orientações, quanto ao tratamento e controle;
Disponibilizar sabão liquido e papel toalha nas pias e o álcool em gel em locais que não tem pia .

Postagens relacionadas

REGIÃO. 8186104836873293094

Postar um comentário Default Comments

emo-but-icon

Diamantina FM

Visualizações de página

Parceiros











Mais acessadas

Seguidores

item