Após temporal, Muquém do São Francisco ainda registra pelo menos 200 famílias desalojadas

 

Após temporal, Muquém do São Francisco ainda registra pelo menos 200 famílias desalojadas



Um dos municípios mais afetados pelas chuvas nos últimos dias, Muquém do São Francisco, no Oeste baiano, ainda têm populações ilhadas, sem acesso a alimentos e água. Os mais afetados estão na sede do município e no distrito de Javi, informou nesta segunda-feira (29) a prefeita da cidade, Mara Rios (PT).

 

 

Uma imagem que circulou nas redes sociais no sábado, dia em que mais choveu, mostrou o drama da situação na cidade, quase submersa pelas águas. Segundo a gestora, em três dias, entre a quinta-feira (25) e o sábado (27), choveu em torno de 375 milímetros. “Eu nasci e cresci aqui e nunca vi uma coisa dessa. Foi desesperador”, disse Rios ao Bahia Notícias.

 

Imagens do último sábado (27) / Foto: Reprodução / Gazeta 5

 

No município, pelo menos 200 famílias estavam desalojadas. “Muitas delas estão em casa de parentes e outras estão em uma escola e em igrejas”, disse a prefeita. Duas pessoas perderam as casas onde moravam.  No município, várias estradas estão interditadas ainda nesta segunda.

 

Segundo a prefeita, agentes da Defesa Civil do Estado, bombeiros e PM [Graer] e secretaria de infraestrutura [Seinfra] estão no município e ajudam na minimização dos efeitos das precipitações.

 

Nesta segunda, o tempo amanheceu nublado em Muquém do São Francisco. A possiblidade é de 90% de chuva no dia, com temperaturas variando entre 21° e 27°, segundo o site Climatempo. 

 

 

Segundo o Corpo de Bombeiros do estado, neste domingo (28), equipes do 17º BBM, em Barreiras, em conjunto com o Graer, entregaram 40 cestas básicas e 10 fardos de água às comunidades de Muquém de São Francisco, e outras localidades atingidas, como Angico, Mangatuba, Reforminha do Mel, Ziados, Fazenda Veneza e Divineia.

 

A ação, que tem o apoio de um helicóptero, visa alcançar áreas isoladas, onde o acesso por barcos e veículos terrestres é impraticável.

 

Ainda em nota, o Corpo de Bombeiros também informou que usou embarcação para transportar pessoas para áreas seguras e levar cestas básicas para localidades inacessíveis por via terrestre. Os militares ainda lançaram uma campanha de arrecadação de donativos, buscando alimentos não perecíveis, água potável, materiais de higiene pessoal, roupas e agasalhos.

 

Os pontos de coleta estão localizados nos quartéis do corpo de bombeiros em Barreiras e Luís Eduardo Magalhães. (Atualizado às 10h06)

Postagens relacionadas

Região 2416034214233687177

Postar um comentário Default Comments

emo-but-icon

Diamantina FM

Visualizações de página

Parceiros











 


 



 

 


Mais acessadas

item