IPUPIARA: BIOGRAFIA DO POETA JEREMIAS RIBEIRO DOS SANTOS

 

Jeremias Ribeiro dos Santos, o “Jerry Santos, poeta autodidata”, assim ele se identificava.

                   Nasceu em Ibitunane, município de Gentio do Ouro/BA, em 30/09/1926, filho de Manoel Ribeiro dos Santos e Maria Emília Ribeiro Martins. Casou-se com Guiomar Ribeiro Martins e tiveram doze filhos: Jeremias Ribeiro Filho (12/1950 – 05/2015), Gasparino Martins Neto (10/06/1953), Laurentina dos Santos Novais (04/02/1957), Carlos Alberto (09/04/1959), Mário Washington (24/10/1960), David Wilson (14/04/1962), Jônatas Daniel (24/03/1964), Rubens Ribeiro (1965 - 2014), Guiomar Martins (04/07/1967), Mary Ruth (27/02/1969), Noêmia Isabel (21/11/1971) e Maria Janete (16/07/1973).

                   Jeremias considerava-se gentiourense, brotense e ipupiarense. De estudar tinha vontade, muita, porém não teve chance. Sequer concluíra a 1ª série primária, privado por condições econômicas adversas. “Autodidata” segundo ele mesmo, foi professor “leigo” na Escola Castro Alves, em Caldeirão, município de Gentio do Ouro, em 1948. Foi Avaliador Judicial da Comarca de Brotas de Macaúbas por 35 anos, e aposentou. A pureza do poeta Jerry Santos a gente enxerga nestes versos autobiográficos:

III

Não pude ir além do primeiro ano primário,

Pois só seis meses tive o ensejo de estudar ...

Contudo, neste belo e místico cenário,

Tento ler, escrever, falar e versejar,

Vibrando minha lira e doce companheira,

Que ao meu lado sorri e canta a vida inteira!

IV

Assim, sem o fascínio oriundo do saber,

Com o estro que me deu tão dadivosas mãos ...

Nestes meus versos sem arte e sem perfeição,

Um pouco do meu EU deixo hoje aparecer,

Feliz cantando com real satisfação,

Grato a Deus – fonte de veraz inspiração.

(MARTINS, 2011).

                   O saudoso Jerry Santos nos agraciou com esta afetuosa mensagem em acróstico:


                   Jeremias Ribeiro dos Santos foi membro ativo da Igreja Evangé
lica Batista de Ipupiara. Sonhava com a “Pátria Celestial” e para lá partiu no dia 30/4/1999 aos 73 anos, deixando esposa, filhos, netos, bisnetos, parentes e amigos muito saudosos.

texto extraido do livro Ipupiara & Ibipetum historia de lutas na chapada diamantina de Arides Leite Santos

Postagens relacionadas

regiao 2492037721820739851

Postar um comentário Default Comments

emo-but-icon

Diamantina FM

Visualizações de página

Parceiros











Mais acessadas

Seguidores

item