STF FORMA MAIORIA PARA ESTABELECER QUANTIDADE MÍNIMA DE MACONHA QUE DIFERENCIE USUÁRIO DE TRAFICANTE



 O Supremo Tribunal Federal (STF) formou maioria a favor da fixação de uma quantidade mínima de maconha para diferenciar um usuário de um traficante. Em seu voto, o ministro Cristiano Zanin foi contra a descriminalização do porte, mas afirmou a necessidade de definir uma quantidade mínima estabelecer quem é um usuário. Apesar da concordância, os ministros ainda não decidiram qual será essa quantidade.

Os ministros Gilmar Mendes, Alexandre de Moraes e Rosa Weber defenderam que quem esteja com até 60 gramas de maconha seja identificado como usuário, caso não existam outros indícios que a pessoa seja traficante. O ministro Luís Roberto Barroso defendeu em um primeiro momento 25 gramas, mas aumentou o seu entendimento para 100 gramas. Cristiano Zanin defendeu 25 gramas. Edson Fachin não sugeriu uma quantidade específica, pois entende que o número deve ser estabelecido pelo Legislativo.

Votaram a favor da fixação de uma quantidade mínima que diferencie usuário de maconha de traficante:
Descriminalização da maconha

A discussão ocorre no julgamento que discute se o porte de drogas para consumo próprio é crime. O placar da ação está cinco a um a favor da institucionalidade do artigo 28 da Lei de Drogas. O ministro André Mendonça pediu vista, o que adiou a conclusão da ação. O julgamento deve ser retomado em até 90 dias.

Quem ainda falta votar no julgamento de descriminalização da maconha?

Ainda faltam votar os ministros André Mendonça, Kassio Nunes Marques, Cármen Lúcia, Luiz Fux e Dias Toffoli.

Postagens relacionadas

STF 1660814927815896768

Postar um comentário Default Comments

emo-but-icon

Diamantina FM

Visualizações de página

Parceiros











 


 



 

 


Mais acessadas

item