Ipirá: Dois vereadores têm mandatos cassados por TSE após fraude em cota de gênero

  




 Dois vereadores de Ipirá, na Bacia do Jacuípe, tiveram os mandados cassados devido à fraude na cota de gênero nas eleições de 2020. A decisão atinge Rafael Teixeira e Ernesto Lima Alves, o Ernesto da Nova Brasília, ambos do PP. A medida foi tomada no início da noite desta terça-feira (23) por unanimidade pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Presidente da Corte, o ministro Alexandre de Moraes, anunciou o veredicto.

Na decisão, foi decretada a nulidade de todos os votos obtidos pela coligação PP/PSB e determinado o recálculo dos cocientes eleitorais e partidários, a fim de agilizar a posse de dois novos vereadores. Alexandre de Moraes considerou a decisão que já tinha sido tomada pela juíza eleitoral Carla Graziela Constantino de Araújo, da 62ª Zona Eleitoral de Ipirá.

 

A fraude foi apontada a partir das candidaturas de Ivete Francisca da Silva Matos (PP) e Fabrícia dos Santos Dunda (PSB). Na leitura do voto, Moraes relatou que as postulantes não tiveram nenhum voto, nenhum ato de campanha e nenhum gasto no período.


Entre os detalhes, a primeira candidata nem se importou com informação de que havia divergência entre o número escolhido na convenção e o que seria usado na urna, mesmo intimada a corrigir o erro. Já a segunda, entre outras irregularidades, alegou virose para não comparecer ao local de votação, mesmo sem apresentar atestado médico.

 

A Ação de Investigação Judicial Eleitoral(Aije) que resultou na cassação dos dois legisladores foi movida pelo diretório local do PT. 


 Via Bahia Notícias

 

Postagens relacionadas

TSE 5756509109015534991

Postar um comentário Default Comments

emo-but-icon

Diamantina FM

Visualizações de página

Parceiros











 


 



 

 


Mais acessadas

item