Justiça intima União e prefeituras de Ituaçu e Tanhaçu para responder sobre irregularidades

O desfalque na construção de 183 casas populares nas cidades de Ituaçu e Tanhaçu, ambas do centro-sul baiano, levou a Justiça Federal a intimar o governo da Bahia, a União, as prefeituras e as instituições financeiras Economisa Crédito Imobiliário S/A (BicBanco). As entidades interpeladas precisam explicar por que das 263 moradias previstas pelo Programa de Subsídio à Habitação (PSH) nos dois municípios, somente 80 foram construídas e 17 delas estão inacabadas. A União teria repassado ao Banco Paulista, à Economisa e à BicBanco, respectivamente R$ 480 mil, R$ 534 mil e R$ 564 mil. Já na Bahia, R$ 200 mil, R$ 225,5 mil e R$ 235 mil. O PHS viabiliza a aquisição de casas populares para famílias de baixa renda por meio de repasses de verbas da União, a instituições financeiras pré-selecionadas que ficam a carga da execução das obras. A Justiça deu um prazo de 15 dias para os acusados se pronunciarem, sob pena de multa, de acordo com liminar concedida pela Justiça Federal pelo Ministério Público Federal (MPF) em Vitória da Conquista, sudoeste baiano. 
FONTE: bahianoticias

Postar um comentário Default Comments

emo-but-icon

Diamantina FM

Visualizações de página

Parceiros













Mais acessadas

Seguidores

item